Como lidar com as alterações da saúde oral na menopausa

A chegada da menopausa pode trazer com ela um maior risco de problemas orais, que podem afetar tudo, desde os dentes e as gengivas, passando pela língua e a boca em geral. Saiba o que esperar e a que sinais deve estar atenta.

Alterações hormonais afetam saúde oral

A menopausa desencadeia inúmeras alterações físicas, emocionais e psicológicas no corpo, mente e espírito de uma mulher e, na sua longa lista de sintomas frequentes, estão também os problemas de saúde oral. Está cientificamente provado que a repentina diminuição da produção de estrogénio pode afetar grande parte dos tecidos orais – caso das gengivas e glândulas salivares – mas também os maxilares, as suas articulações e, naturalmente, os próprios dentes. Este tipo de alterações na higiene bocal pode resultar em doenças orais como a gengivite, a periodontite ou a gengivomastite menopáusica.

Principais sintomas

As alterações da saúde oral na menopausa podem ser divididas em dois grupos – os problemas dentários e de boca; e os problemas gengivais. Ambos revelam um conjunto de sintomas desconfortáveis e até dolorosos, que devem ser vigiados regularmente e tratados atempadamente. Os principais sintomas aos quais as mulheres menopáusicas devem estar atentas incluem:

Problemas dentários e de boca

  • Boca seca
  • Dor de dentes
  • Cárie dental
  • Perda de dentes
  • Alterações nas glândulas salivares
  • Alteração do paladar
  • Mau sabor na boca
  • Mau hálito
  • Problemas nos maxilares
  • Perda de osso/osteoporose nos dentes e maxilares
  • Alterações da dentada
  • Maior sensibilidade aos alimentos quentes e frios
  • Síndrome de boca ardente

Problemas gengivais

  • Alteração na cor das gengivas (cor-de-rosa muito pálido, vermelho muito escuro)
  • Gengivas sensíveis ou moles
  • Gengivas inchadas/inflamadas
  • Gengivas secas ou brilhantes
  • Gengivas afastadas dos dentes
  • Dor ou ardência nas gengivas
  • Gengivas que sangram facilmente
  • Existência de pus entre as gengivas e os dentes
  • Gengivomastite menopáusica

O que é a gengivomastite menopáusica?

Uma das perturbações mais comuns na saúde oral durante a fase da menopausa é a gengivomastite menopáusica. Esta condição caracteriza-se principalmente por três fatores: alteração da cor das gengivas (muito pálidas ou muito escuras), gengivas que sangram frequentemente e facilmente, gengivas secas ou brilhantes. Se verificar estes sintomas, deve consultar o seu dentista imediatamente.

A higiene oral deve ser uma prioridade

As mulheres menopáusicas que notarem alterações na sua saúde oral e principalmente a persistência de tais sintomas, devem marcar uma consulta com o seu dentista o mais rapidamente possível. As perturbações dentárias e gengivais podem facilmente piorar se não forem tratadas atempadamente. Para assegurar uma boa higiene oral, é importante escovar os dentes três vezes ao dia e passar fio dental pelo menos uma vez por dia; marcar uma consulta/limpeza dentária anual (ou com mais frequência se o dentista assim aconselhar); marcar uma consulta dentária sempre que verificar alterações significativas na saúde oral; manter o médico assistente informado acerca da sua higiene oral. 

A sua votação: